Segunda-feira, 17 de Março de 2008

MAIS UM EMPATE!

 

 

 

 

O Benfica tinha uma missão muito importante na Madeira, já que precisava recuperar o segundo lugar da classificação, que o Vitória de Guimarães conquistara em Leiria, mas esteve aquém de brilhar em tamanha missão, ainda que tenha conseguido o objectivo, ao empatar com o Marítimo, este domingo.

A equipa encarnada apresentou-se recheada de alterações, todas elas com efeito defensivo: quatro laterais, dois médios defensivos e a mesma coisa de sempre, um futebol sem ideais, cultura táctica ou objectividade. Já o Marítimo teve, pelo menos até ao golo de Cardozo - sempre muito só e desamparado, apesar dos problemas criados aos centrais Gregory e Van der Linden -, quase sempre a iniciativa, criando oportunidades, duas delas negadas por grandes intervenções de Quim.

A formação da casa sentia dificuldades no sector mais avançado, onde actuou Baba, só e sem qualidade para superar Edcarlos e Katsouranis. Bruno tentou levar a equipa para a frente, mas só com remates de longe os maritimistas criavam perigo junto da baliza encarnada, com Marcinho muito activo até ao golo de Cardozo. Um momento decisivo para o Benfica, já que os encarnados começaram a dar sinais de maior concentração e objectividade.

Era preciso muito empenho, motivação e trabalho extra, dissera Chalana ainda antes de embarcarem para a Madeira. Os jogadores responderam afirmativamente, mas isso só aconteceu após a vantagem obtida no marcador, na sequência de um canto, que Sepsi aproveitou, colocou em Cardozo e este, de cabeça, não desperdiçou. Estava feito o 1-0. Antes disso, Marcinho (22) rematou, decidido, de fora de área, ao qual correspondeu Quim com uma espectacular defesa.

Ytalo troca as voltas ao marcador

O início do segundo tempo voltou a revelar um Benfica apagado e passivo, aproveitando para queimar tempo. O Marítimo tinha mais controlo a meio-campo, mas eram os encarnados quem controlavam e pautavam a dinâmica verde-rubra.

Sensivelmente a meio da etapa complementar, já o Benfica estava encostado no seu miolo, quando Chalana fez entrar Rui Costa. Até aí, poucas oportunidades de golo tinham existido, é verdade, mas foi Rui Costa quem criou melhores equilíbrios no meio-campo, além de arrancar mais espaços para Cristian Rodrigues e Cardozo.

Mas, vindo do nada, surge o empate. Uma abertura magnífica de Olberdam isolou Ytalo e perante a passividade de Edcarlos, o jovem maritimista bateu Quim com um belo remate cruzado. Chalana apostou em Nuno Gomes e Maxi Pereira, alterações que se revelaram importantes para a pressão final dos encarnados à baliza de Marcos.

O jogo mudou, contudo, um pouco, pois o Marítimo só apostava no contra-ataque, enquanto o Benfica pressionava mais, mas sempre sem resultados práticos, exceptuando um livre de Cardozo, que até deu a sensação de golo... Com o final a perspectivar-se, o Marítimo contou, essencialmente, com a vontade de algumas unidades no bloqueio ofensivo. Marcinho ainda teve nos pés o golo da vitória, mas a bola esbarrou no pé de Edcarlos.

O empate, todavia, acaba por ser um resultado justo.

publicado por slbalmeida às 09:31
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.links

.VISITANTES

Criar pagina
Criar pagina

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.RELÓGIO

.slb recente

. ATLETA RUSSO COMPETE BÊBA...

. COMEÇA HOJE O CAMPEONATO ...

. AI ESTÁ "EL MAGO" - PABLO...

.BENFICA


Myspace Tshirt Generator
blogs SAPO

.subscrever feeds